sexta-feira, 27 de julho de 2012

Língua - Ortografia - Uso do S.


Agora veremos o uso do S. "Let's Go", he, he, he:


A) Usa-se s em palavras derivadas de verbos terminados em NDER ou NDIR:


pretender = pretensão, pretensa, pretensioso
defender = defesa, defensivo
compreender = compreensão, compreensivo
repreender = repreensão
expandir = expansão
fundir = fusão
confundir = confusão

B) Usa-se s em palavras derivadas de verbos terminados em ERTER ou ERTIR:


inverter = inversão
converter = conversão
perverter = perversão
divertir = diversão

C) Usa-se s após ditongo quando houver som de z:
Creusa
coisa
maisena

C) Usa-se s em palavras terminadas em ISA, substantivos femininos:


Luísa
Heloísa
Poetisa
Profetisa

Obs.: Juíza escreve-se com z, por ser o feminino de juiz, que também se escreve com z.

D) Usa-se s em palavras derivadas de verbos terminados em CORRER ou PELIR:


concorrer = concurso
discorrer = discurso
expelir = expulso, expulsão
compelir = compulsório

E) Usa-se s na conjugação dos verbos PÔR, QUERER, USAR:


ele pôs
ele quis
ele usou

F) Usa-se s em palavras terminadas em ASE, ESE, ISE, OSE:


frase
tese
crise
osmose

Exceções: deslize e gaze.

G) Usa-se s em palavras terminadas em OSO, OSA:


horrorosa
gostoso

Exceção: gozo

  Usa-se o sufixo indicador de diminutivo INHO com s quando esta letra fizer parte do radical da palavra de origem; com z quando a palavra de origem não tiver o radical terminado em s:

Teresa = Teresinha
Casa = casinha
Mulher = mulherzinha
Pão = pãozinho

Os verbos terminados em ISAR serão escritos com s quando esta letra fizer parte do radical da palavra de origem; os terminados em IZAR serão escritos com z quando a palavra de origem não tiver o radical terminado em s:


improviso = improvisar
análise = analisar
pesquisa = pesquisar
terror = aterrorizar
útil = utilizar
economia = economizar


As palavras terminadas em ÊS e ESA serão escritas com s quando indicarem nacionalidade, títulos ou nomes próprios; as terminadas em EZ e EZA serão escritas com z quando forem substantivos abstratos provindos de adjetivos, ou seja, quando indicarem qualidade:

Teresa
Camponês
Inglês
Embriaguez
Limpeza

quinta-feira, 12 de julho de 2012

Língua- Ortografia - Ç.

Muitas vezes ficamos em dúvida: tal palavra se escreve com Ç, S ou SS?  vamos iniciar com o uso da cedilha.

Uso da Cedilha (ç)
Cedilha é um sinal que se coloca na letra C antes de: a, o ,u .Por exemplo: ça, ço, çu. A cedilha dá ao C o som de SS. Exemplos: laço,carroça,Iguaçu.

A) Colocamos a cedilha debaixo do C pra lhe dar o som de S inicial. Observe os exemplos: criança- moço- pontuação- almoço- açúcar- caça.
Atenção: Não se usa cedilha em ce, ci, nem no início das palavras. Exemplos: circo- cenoura.
Só se usa cedilha em ça, ço, çu.

B) Usa-se ç em palavras derivadas de vocábulos terminados em TO:
intento = intenção;
canto = canção;
exceto = exceção;
junto = junção.

C) Usa-se ç em palavras terminadas em TENÇÃO referentes a verbos derivados de TER:
deter = detenção;
reter = retenção;
conter = contenção;
manter = manutenção.
D) Usa-se ç em palavras derivadas de vocábulos terminados em TOR:
infrator = infração;
trator = tração;
redator = redação;
setor = seção.

E) Usa-se ç em palavras derivadas de vocábulos terminados em TIVO:
introspectivo = introspecção;
relativo = relação;
ativo = ação;
intuitivo – intuição.
F) Usa-se ç em palavras derivadas de verbos dos quais se retira a desinência R:
reeducar = reeducação;
importar = importação;
repartir = repartição;
fundir = fundição.

G) Usa-se ç após ditongo quando houver som de s:
eleição;
traição.

Dica: Na maioria das vezes podemos colocar o termo na forma verbal infinitiva: quando na grafia aparecem as letras NDE usamos S, quando ocorre CED, SS e quando for diferente Ç.

Exemplos:

Proceder (CED): PROCESSO;
Retroceder (CED): RETROCESSO;
Obter: OBTENÇÃO;
Repartir: REPARTIÇÃO;
Compreender (NDE): COMPREENSÃO;
Apreender (NDE): APREENSÃO.

Próximos posts: uso de SSS.